Pinterest R3D Engenharia

Antichamas para Hotéis e Pousadas

Antichamas para hotéis

Evitando incêndios em hotéis e pousadas

Uma das maiores preocupações de proprietários de hotéis e dos hóspedes é a segurança em relação a incêndios. Apesar de haver políticas de seguro que cobrem o hotel deste perigo, o impacto que tem sobre as vidas merece todas as medidas possíveis para se evitar um início de incêndio. Para sanar as preocupações com a segurança do empreendimento no que tange a incêndios, deve haver a adequação às Normas do Corpo de Bombeiros, em especial a IT 08, IT 09 e IT 10.

Adequação às normas do Corpo de Bombeiros

IT 08 - INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 08/2011 (Resistência ao fogo dos elementos de construção)

De acordo com a IT 08, os hotéis e pousadas devem estabelecer as condições a serem atendidas pelos elementos estruturais e de compartimentação que integram as edificações, quanto aos Tempos Requeridos de Resistência ao Fogo (TRRF), para que, em situação de incêndio, seja evitado o colapso estrutural por tempo suficiente para possibilitar a saída segura das pessoas e o acesso para as operações do Corpo de Bombeiros, atendendo ao previsto no Decreto Estadual nº 56.819/11 – Regulamento de segurança contra incêndio das edificações e áreas de risco do Estado de São Paulo.

Acesse a IT 08 - INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 08/2011

Produtos antichamas da R3D Engenharia

Segue abaixo os principais produtos antichamas indicados para hotéis, pousadas e semelhantes:

IT 09 - INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 09/2011 (Compartimentação Horizontal e Compartimentação Vertical)

A IT 09 é aplicada a todas as edificações onde são exigidas a compartimentação horizontal e/ou compartimentação vertical, conforme previsto no Regulamento de Segurança contra Incêndio do CBPMESP, estabelecendo detalhamentos técnicos relativos à área de compartimentação.

Acesse a IT 09 - INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 09/2011

Compartimentação R3D Engenharia

Com a compartimentação da R3D Engenharia, mantém-se um incêndio em dimensões controláveis, facilita o combate ao fogo e protege a integridade física de ocupantes da edificação com aumento do tempo de evacuação para áreas seguras. A compartimentação tem como objetivo funcionar como uma porta corta fogo, mas em proporções maiores, impedindo que o fogo se espalhe em outros espaços.

Compartimentação Vertical

A compartimentação vertical se destina a impedir a propagação de incêndio no sentido vertical, ou seja, entre pavimentos elevados consecutivos.

compartimentação vertical
Compartimentação Horizontal

A compartimentação horizontal se destina a impedir a propagação de incêndio no pavimento de origem para outros ambientes no plano horizontal.

compartimentação horizontal

Fonte imagens: www.bombeiros.pr.gov.br

Selagem de Shafts
Selagem antichamas de shaft

A Selagem de Shafts é uma medida de segurança corta fogo que visa selar as aberturas das paredes e pisos onde se encontra as passagens de instalações prediais. Com isso, evita-se a propagação do fogo e fumaça, preservando a estrutura do edifício. A mesma selagem pode ser aplicada entre as fachadas e as lajes dos pavimentos.

O processo de selagem deve seguir as normas regulamentadoras do setor. É uma medida indicada por companhias de seguros e pelo Corpo de Bombeiros, em conformidade com a Norma IT-09.

Saiba mais sobre Antichamas para Selagem de Shafts.

IT 10 - INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 10/2010 (Controle de Materiais de Acabamento e Revestimento)

A IT 10 estabelece as condições a serem atendidas pelos materiais de acabamento e revestimento empregados nas edificações, para que, na ocorrência de incêndio, restrinjam a propagação de fogo e o desenvolvimento de fumaça, atendendo ao previsto no Decreto Estadual nº 46.076/01 (Estado de São Paulo).

O CMAR (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) empregado nas edificações, destina-se a estabelecer padrões para o não surgimento de condicões propícias do crescimento e da propagação deincêndios, bem como da geração de fumaça.

Acesse a IT 10 - INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 10/2010

Antichamas para CMAR e AVCB

A R3D Engenharia é especializada em tratamento antichamas, com a apresentação de toda a documentação à ser submetida ao Corpo de Bombeiros para a obtenção do AVCB, no quesito CMAR:

  • Certificação de produtos com laudos provenientes de ensaios realizados nos mais renomados laboratórios.
  • Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

Proteja seu investimento

Se você é proprietário de hotel, hospedaria, pensão, pousada ou semelhante, tem a responsabilidade de se certificar que as suas instalações não ponha em perigo a saúde dos hóspedes e funcionários, garantindo que as instalações estejam livres de riscos de incêndio.

A rota de escape do hotel deve ser capaz de resistir ao fogo e fumaça por tempo suficiente para permitir que todos possam escapar. Existem vários tipos diferentes de via de fuga, que podem incluir uma fuga externa de incêndio, escadas internas, corredores ou passarelas, estes devem ser especialmente construídos ou tratados para resistir ao fogo. Todas as paredes, tetos, pisos e divisórias ao longo da rota de fuga também devem ser resistentes ao fogo. Todas as portas que conduzem à via de fuga devem ser portas corta-fogo especiais que se fecham automaticamente e são resistentes ao fogo.

As penalidades podem ser bastante graves em não cumprir com as obrigações de segurança contra incêndio em hotéis ou pousadas. É fundamental que os funcionários aprendem a identificar e tomar um cuidado especial com gatilhos potenciais de incêndio.

Drástica realidade - incêndios em hotéis

Incêndio em hotel

Royal Hotel Clarence hotel mais antigo da Grã-Bretanha, construído em 1769, foi destruído por chamas em outubro de 2016.

Incêndio em hotel

Incêndio no Hotel Rech, Braço do Norte – SC, em abril de 2017, 3 mortos.

Incêndio em hotel

Hotel de luxo no centro de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, pegou fogo em dezembro de 2015.

Incêndio em hotel

Incêndio em Hotel de 3 andares no Centro de São Paulo – SP, em dezembro de 2016.

Incêndio em hotel

Hotel Dassi, em Jaraguá do Sul – SC, ficou totalmente destruído por um incêndio, em março de 2017.

Locais de atenção

Cozinhas

Incêndios na cozinha são muitas vezes o ponto de partida para grandes incêndios. O ambiente de cozinha profissional apresenta a receita perfeita para incêndios instantâneos. O uso indevido de equipamentos de cozinha, chamas vivas, fontes de calor abertos e grandes quantidades de materiais inflamáveis, como óleos de cozinha fazem os incêndios em cozinhas comerciais um pesadelo completo.

Aparelhos eletro-eletrônicos

Aquecedores foram identificados como causa por trás de vários incêndios em edifícios comerciais. Aquecedores são muito convenientes para ajudar a superar pontos frios em enormes edifícios de hoteis. Equipamentos de lavanderia como secadores enormes também levam a incêndios em hotéis. Para evitar que o fogo proveniente de aparelhos eletro-eletrônicos se alastrem, deve-se manter distância de mobílias e outros objetos inflamáveis. Sugere-se que o ambiente seja protegido com aplicação de produtos antichamas.

Tenha seu hotel ou pousada protegido contra incêndios

Evitar incêndios em edifícios e hotéis

A R3D Engenharia estabelecida em São Paulo, capital, desde 2007, é especializada em produtos e serviços de proteção passiva contra incêndio, tratamento antichamas, compartimentação e firestop. Tem vasta experiência nos serviços de proteção contra incêndios à edifícios, hotéis, pousadas e semelhantes. Apresenta de toda a documentação à ser submetida ao Corpo de Bombeiros para a obtenção do AVCB, no quesito CMAR.

Saiba mais sobre a R3D Engenharia.

R3D Engenharia - antichamas
R3D Engenharia
central@r3dengenharia.com.br
(11) 5621-7373 (11) 5622-2572
(11) 94735-7918
Siga-nos nas redes:
Aplicadora Antichamas
LinkedIn R3D Antichamas
Google Empresa Antichamas